Celulares poderão fazer exames de HIV em países em desenvolvimento

Pesquisadores da UCLA, em Los Angeles, estão tentando transformar o celular em uma espécie de laboratório portátil, capaz de realizar exames para detectar doenças como o HIV e a malária. A idéia partiu de Aydogan Ozca, professor assistente da UCLA, que desenvolveu um dispositivo capaz de contar as células de determinadas moléstias. Esse dispositivo é pequeno o suficiente para ser incorporado em um telefone celular.

Segundo Ozcan, os testes poderão ser feitos com poucas gotas de sangue, que serão colocadas em uma espécie de chip e inseridas no celular. O celular fará a análise e enviará os dados para o hospital mais próximo.

Apesar de os resultados não serem tão eficientes quanto um exame feito em laboratório, o sistema pode fazer um diagnóstico preliminar, permitindo iniciar o tratamento rapidamente. Em países em desenvolvimento, onde o hospital mais próximo está a centenas de quilômetros, esse tipo de exame poderia ser muito útil, afirma o professor.


Sindya Bhanoo, editora da The Industry Standard, em São Francisco



» Outras Notícias

Título da Notícia
WGA ajuda a prender maior quadrilha de piratas do mundo.
Grupo consegue desbloquear o iPhone 3G para uso em qualquer operadora
Secunia: 98% dos PCs domésticos não estão seguros
Submarinos nucleares britânicos rodam Windows
4 registro(s)  |  Página 1 / 1  |